Ela passou pela dor de ter um de seus filhos preso após anos de muita luta, mas hoje sabe onde encontrar Paz

 

Ela é uma supermãe que abriu mão da própria vida para cuidar de seus 4 filhos e de seu esposo. Sempre presente, fazia questão de manter a casa limpa, a comida sempre feita na hora e as roupas de todos muito bem-passadas e cheirosinhas.

Nunca mediu esforços para nos ver muito bem. Ela nos ensinou a ler e a escrever como ninguém. Eu mesma desenvolvi o gosto pela escrita através dessa grande mulher. Nunca vou me esquecer de meu encantamento quando ela me ajudava na redação que eu tinha de fazer como lição de casa. O que sou hoje, sem dúvida, devo a ela.

Foi assim com nós todos. Nunca vamos nos esquecer dos bolos de chocolate com cobertura, do simples arroz e feijão feitos com muito amor, do cheirinho de amaciante nas nossas roupas, dos puxões de orelha quando errávamos, da força que sempre teve para nos fazer entender qual era e é o caminho certo.

Mas a vida foi implacável com essa mulher, que inspira pelo amor que sempre teve com sua família. Minha mãe é dessas mulheres guerreiras, que respeitam seus filhos e marido. Ela é daquele tipo de pessoa que faz com total dedicação tudo o que se propõe a fazer. Isso envolve deixar o azulejo brilhando ou sair correndo em busca de socorro para qualquer um de nós.

Os anos foram passando e nós começamos a crescer e a trilhar os caminhos que ela e meu pai nos ensinaram com tanto zelo. Um de nós, contudo, buscou para si caminhos tortuosos que o levaram à prisão. Achei mesmo que meus pais não iriam suportar, mas vi a cada momento a mão de Deus os livrando. Eles encontraram em si e nesse Deus maravilhoso as forças de que precisavam para continuarem.

As lágrimas, contudo, não escondiam a dor avassaladora que sentiram por tanto tempo, enquanto a saúde de ambos foi enfraquecendo dia a dia. Guerreiras também choram, guerreiras também sentem dor, guerreiras também acham que não vão mais suportar. Mas a mulher que tem Deus como seu guardião encontra Nele recursos mais do que suficientes para não sucumbir.

É de mulheres assim que eu alimento a minha alma em Deus, pois sei que elas são indispensáveis em cada lar, em cada família e em cada um de nós. Muito obrigada, mamãe, a senhora é, sem dúvida, uma grande mulher de inspiração.

Por Erika de Souza Bueno
Blog Olhar de Mulher
https://olhardemulher.wordpress.com
E-mail: consultoria.erikabueno@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s